Planejamento

Um passo para trás para poder andar dois para frente

" O que a frase 'a vida é curta' realmente significa é 'faça algo'". Chimamanda Ngozi Adichie

Eu participei de uma mentoria no final de 2019, antes de ter neném e a palavra autêntico ficou martelando na minha cabeça enquanto eu refletia sobre o conteúdo que quero colocar no mundo através da internet. Dar aulas utilizando livros de literatura, como este da foto, fazem muito mais sentido pra mim do que uma lista de phrasal verbs aleatórios (nada contra, só descobri que não é a minha forma de conteúdo pra postar).

Fazer algo requer vontade. Outras vezes temos que fazer sem vontade mesmo, obedecer apenas. Mas é sempre tempo de decisão e na maioria das vezes depois que tomamos alguma atitude pensamos: porque não fiz isso antes? 

Digo decidir pois o necessário daquele momento pode ser ter que esperar. Mas enquanto não se decide aguardar, a questão ou situação nos ronda e consome energia, tempo, ideias, atenção. E decidir é resolver se vai dizer SIM ou NÃO. E embora o SIM sempre pareça o que vai te levar mais longe ou mais perto do seu objetivo o NÃO pode ser exatamente o que você precisa agora. Eu passei por momentos assim neste janeiro, de decisão.

Desde o ano passado eu tenho refletido sobre o que farei enquanto professora neste período de pandemia, volta às aulas, aulas online e protocolos cada vez mais distantes da rotina de grande parte da população brasileira. Quando saí da escola em que trabalhava em novembro, sabia que pelo menos até o fim de janeiro eu estaria em casa, trabalhando provavelmente com aulas particulares. E então eu decidi usar uma conta antiga do Instagram para isso. Comecei no dia 17 de novembro, hoje fazem 2 meses e meio que eu fiz posts, reels, IGTVs, lives e stories. E olha… parece fácil, mas é difícil (risos).

Como o objetivo é que as pessoas conheçam o meu trabalho e me contratem para aprender inglês, eu aprendi um pouco sobre  marketing digital mas eu comecei a ficar muito preocupada e ansiosa com os números e não com a qualidade do conteúdo.

Com isso eu acabei me distanciando do meu jeito autêntico de dar aulas. Foi aí que eu precisei decidir e optei pelo NÃO. Eu não iria continuar com muitos stories todo dia, e pensar em REELS com dicas rapidinhas, e posts compartilháveis e horários para postar e quantas pessoas estão visualizando o que faço. Parece contraditório sendo que eu ainda queria continuar com o perfil no Instagram né, mas foi o melhor pra mim.

Eu passei os últimos 10 dias refletindo, planejando e lembrando do que eu sempre fiz, como eu sempre fiz, porquê eu sempre fiz como fiz. Vou falar mais disso nessa semana, mas dizer NÃO para minha cobrança e as supostas expectativas de seguidores que podem (ou não) ter sentido falta do meu conteúdo me deu um alívio, me fez pensar com a cabeça da professora e não da teacher-influencer-vendedora e eu pude entender melhor qual lugar eu quero ocupar nesse mar de informação que é a Internet. Se você quer saber como eu trabalho e ter um gostinho de como são as minhas aulas é só ficar por aqui (pode me seguir no @teacher.caroll também :D) que você vai ver. Isso não quer dizer que não vai ter mais dica, nem REELS ou IGTV. Só que eles terão novos temas e formatos, tentando se aproximar do que com mais tempo você teria ao estudar comigo, entende?! Vamos juntos, com tempo e no nosso ritmo, aprender um pouquinho mais de inglês e otras cositas mas?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *